Cristina Gonçalves

Recorda quem És! Vive a tua Verdade! Sê tu mesmo!

bookmark bookmark
crisgoncalves On 4 Janeiro 2013

7 princípios para não adoecer em 2013. 

Cada vez estou mais convencida da ligação profunda que existe entre mente e corpo. Aquilo que pensamos e sentimos reflecte-se directamente no nosso corpo. Somos os co-criadores da nossa saúde e bem-estar mas a maioria das vezes não estamos conscientes disso.

Acreditamos que a doença é algo que nos acontece porque tivemos “azar”, porque a vida foi madrasta connosco e, não percebemos que foi algo que fizemos crescer inconscientemente dentro de nós, devido ao desconhecimento do funcionamento desta lei hermética: “o que está dentro manifesta-se fora”

Drauzio Varella é um médico oncologista, cientista e escritor brasileiro, formado pela Universidade de São Paulo, na qual foi aprovado em 2° lugar, conhecido por popularizar a medicina em seu país, através de programas de rádio e TV.

Depois de ler as seguintes dicas para não adoecer deste médico brasileiro, fiquei fascinada ao perceber que até pessoas da ciência já percebem e aplicam este princípio básico da vida. Seguem-se os 7 princípios do Dr. Drauzio Varella.

Se não quiser adoecer:

1.   “Fale de seus sentimentos”.

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna.

Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em cancro. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados.

O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

2.   “Tome decisões”

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros.

As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

3.   “Busque soluções”

Pessoas negativas não conseguem ver soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, o pessimismo. Melhor é acender a vela que lamentar a escuridão.

Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe.

4.   “Não viva de aparências”

Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso… Uma estátua de bronze, mas com pés de barro.

Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

5.   “Aceite-se”

A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores

Aceitar-se, aceitar ser aceite, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

6.   “Confie”

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria laços profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras.

Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

7.   “Não viva sempre triste”

O bom humor, o riso, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.

Para desenvolver melhor a nossa mente e gerir as emoções negativas, ministro alguns workshops onde percebemos e praticamos estes princípios.

“Prosperidade Mental” e “Os 7 Degraus para a reconexão pessoal”

Cristina Gonçalves

Artigos relacionados:

Categories: ARTIGOS

Comente o artigo