Cristina Gonçalves

Recorda quem És! Vive a tua Verdade! Sê tu mesmo!

bookmark bookmark
crisgoncalves On 28 Agosto 2015

chamado-deus

“Muitos ouvirão o chamamento, mas poucos serão escolhidos”


Ouvi esta frase recentemente num filme e tocou-me profundamente. Apesar de não ser católica fervorosa e praticante, não deixo de ficar maravilhada com os ensinamentos passados por um grande Mestre que existiu há 2000 anos atrás.
A forma como interpreto esta frase prende-se com um modo de vida no qual acredito profundamente. O significado maior da nossa vida nesta fase concreta da humanidade prende-se com a nossa evolução pessoal. Muitos de nós já não precisamos estar a trabalhar arduamente para subsistir e levar um pão à mesa para dividir por 7 pessoas, como aconteceu com muitos dos nossos pais e avós. Muitos de nós têm mais de um par de sapatos e camisa. Muitos de nós temos carro e casa e ainda podemos ir de férias a algum sítio diferente do que vivemos. Se estás a ler estas palavras e te interessas por este tema, com certeza te encontras nesse grupo de pessoas.

Estamos a atravessar um processo evolutivo coletivo. O homem de há 2000 anos é radicalmente diferente do de hoje. A esperança de vida média aumentou drasticamente. A capacidade intelectual, o conhecimento e a educação entraram num nível nunca imaginado nessa altura, para não falar da tecnologia que cavalga a alta velocidade surpreendendo-nos de ano para ano.

Por isso, o que se pede agora como processo natural de evolução da humanidade é que elevemos a vibração do planeta, que possamos estar mais focados em trabalhar para a nossa felicidade e para a dos outros, em vez de estar focado apenas na sobrevivência sacrificada.

Neste processo de chamamento coletivo que decorre sem ter pedido licença, sentimos essa urgência interna de fazer algo que não sabemos bem o que é. Uma urgência para melhorarmos como pessoa, uma urgência para nos conhecermos melhor e melhorar as nossas vidas, uma urgência por fazer algo que ajude os outros também a aumentar o seu nível de consciência.

É tempo de Evoluir, saber que o nosso papel Maior na humanidade é tratar de nós mesmos, curar as feridas do passado que nos impedem de brilhar, conectarmo-nos novamente com a fonte para sentir o AMOR universal a fluir através de nós e poder espalha-lo a outros, tudo o resto é realmente necessário mas altamente secundário.

Somos todos parte do planeta, como células deste grande organismo vivo chamado Terra, que está doente, esgotado e sem esperança. Cabe a cada uma de nós a responsabilidade de assumir o seu processo de cura pessoal, de limpeza interior e de reconexão com a fonte primordial de energia. É tempo de nos unirmos mais, trabalhando para um bem Maior, tal qual as células de um corpo que têm de trabalhar harmoniosamente para que cada órgão exerça a sua função corretamente e haja harmonia e saúde no sistema, cada um de nós é uma célula no planeta Terra, e se levarmos vidinhas violentas, infelizes, escassas, doentes, inconscientes, estamos a fazer adoecer o Sistema Maior.

Somo todos RESPONSÁVEIS! Está na hora de assumir essa responsabilidade e fazer pelo menos àquilo que nos compete: olhar para dentro e iluminar as partes de nós que estão escuras e bloqueiam o avanço para outro nível de consciência – o medo, a raiva, a vergonha, a culpa, o ódio, o arrependimento, a ansiedade, a tristeza… todas estas emoções têm origem na nossa tenra idade, por motivos diversos. Olha para dentro, pede ajuda interna e externa e liberta-te para poderes brilhar com todo o teu esplendor e poderes inspirar outros a brilhar.

Todos nós estamos a ouvir o chamamento, mas poucos seremos os escolhidos. Serão escolhidos para viverem no paraíso aqui na Terra (paz, harmonia, abundância, tranquilidade, saúde) apenas os que tiverem coragem de empreender o caminho de olhar para dentro e curar tudo o que os faz sentir mal. Os que quiserem de alma e coração dar um passo em frente e querer ajudar outros a fazer o mesmo.

E tu estás a ouvir alguma coisa?

Se sim, não percas mais tempo e arrisca-te nesta jornada. Ela pode ser assustadora e difícil de levar até o fim, mas não há outra forma, e o ganho que advém de teres dado o passo não se compara a mais nenhuma outra satisfação e realização pessoal que possas receber aqui na Terra.

 

Artigos relacionados:

Categories: ARTIGOS, Transformação

Comente o artigo