Cristina Gonçalves

COACH | TERAPEUTA | AUTORA | PNL TRAINER

bookmark bookmark
crisgoncalves On 6 Janeiro 2019
O PORTÃO MÁGICO.

Olá! Bom ano de 2019!

Como resolução de ano novo decidi atravessar O PORTÃO.

Sim, todos nós sentimos desafios. Medos e inseguranças infundadas,
vindos não sei de onde.

Eu não sou excepção. Apesar da intenção de querer partilhar conteúdos
úteis, que ajudassem as pessoas a crescer, evoluir e transcender, ainda
não tinha dado o passo.

Mas aqui estou eu, depois de um forte abanão de fim de ano
para dar o passo e atravessar o portão rumo à grandeza interna.
Rumo ao sonho. Rumo à
contribuição.

Deixo-vos assim este conteúdo que nasceu de alma como o primeiro de
muitos outros que irão surgir a partir de 2019.

O PORTÃO
Já sentiste como se tivesses percorrido um longo caminho para chegar a
um destino desejado e em frente à porta de entrada faltam-te as forças
ou coragem para entrar? Andava a sentir-me “esquisita” já durante alguma semanas e no dia 31 de Dezembro decidi estar imersa na natureza e
deixar-me fluir na reflexão espontânea sobre o ano de 2018 e as
intenções para 2019.Durante a caminhada no parque de Mafra deparei
com este portão que me chamou imediatamente a atenção. Parecia um
portão mágico, daqueles que quando atravessados levam-nos a outra
dimensão. Estava fechado a cadeado e fiquei parada apenas a
observar e sentir a mensagem que se formava dentro de mim sobre o seu significado neste momento da minha vida.
De repente fez-se luz! É assim que me sinto. Consegui finalmente
encontrar uma metáfora para o meu estado interno, que ajudou aintegrar as emoções e pensamentos que tão fortemente me tinham acompanhado (e continuam a acompanhar) durante as ultimas 6 semanas. Ao longo de 2018 caminhei, caminhei, caminhei, subi e desci, enfrentei dragões e alguns ainda me perseguem.
Fiquei paralisada em
certas alturas e estive super ativa noutras. Estive extremamente alegre e motivada e também muito apática e triste. Fui inundada de dúvidas
profundas e invadida de certezas absolutas….Cheguei ao final da jornadapreparada para ENTRAR e recolher o “prémio” por todo o trabalho
interno feito e pelas intenções externas de sucesso. Mas dei por mim
parada em frente ao portão sem vontade nenhuma de entrar. 
Falta de coragem? talvez… Medo? muito provavelmente…
Falta de merecimento em relação à grandiosidade do que me espera? quem sabe…O certo é que este estado de apreensão faz parte da condição
humana. Queremos muito uma coisa, situação, pessoa, condição,
trabalhamos para isso com afinco e quando finalmente chega altura de
colher os frutos, parece que não estamos completamente preparados
para acolher a GRANDEZA do nosso ser.Tenho consciência disso.
No entanto, forçar a entrada é impossível, pois ainda não me foi dada a
chave que destranca o cadeado.
Voltar para trás não é opção. O caminho foi duro e a conquista pessoal de chegar à meta traz um orgulho interno impossível de silenciar.
Só me resta esperar e voltar à esperar. 
Esperar até que apareça alguém com a chave. 
Esperar até ter vontade de tentar pelo menos abrir a porta,quem sabe
até está destrancada.
Esperar até sentir o apelo de avançar…
Posso até dar um passeio para espairecer mas depois regressar
em frente ao portão.
A única opção inaceitável é dar meia volta e desistir!
DICA:
permite-te sentir tudo o que estás a sentir. Abraça medos e limitações.
Fica triste por não estares a conseguir fazer melhor. Mas mantém-te
focado/ano teu portão. Podes fazer uma pausa para ganhar fôlego
e decidir então entrar já, mas pelo amor de Deus, nunca dês meia volta.
Não desperdices o tempo dedicado.
Não desperdices a energia despendida.
Não percas a esperança.

O ESFORÇO SERÁ SEMPRE RECOMPENSADO!

Cristina Gonçalves – Coach, Terapeuta, Autora e Facilitadora
Categories: Vários

Comente o artigo