Cristina Gonçalves

Recorda quem És! Vive a tua Verdade! Sê tu mesmo!

bookmark bookmark
crisgoncalves On 7 Agosto 2015

Os-5-Pilares

PNL – 5 Pilares para uma vida melhor -

Alguns anos após a decisão de mudar de profissão, tendo passado inicialmente da Engenharia Física a empresária, para finalmente descobrir e me enquadrar no papel de formadora e terapeuta na área do desenvolvimento pessoal, muitas pessoas perguntam-me frequentemente: “o que é isso da PNL que tu ensinas?” e como qualquer Trainer (formador) em Programação Neurolínguística (PNL) percebe, é sempre difícil responder, pois a PNL pode ser descrita de muitas formas e abrange uma imensidão de diversas técnicas que nos podem ajudar em muitas áreas da nossa vida.

Assim, e após sentir esta dificuldade inúmeras vezes, comecei a perceber que a PNL para mim é mais que uma técnica ou ferramenta, uma certificação ou profissão, é sim uma filosofia de vida. Esta abordagem assenta em 16 pressupostos que são a base da sua aplicação. Estes pressupostos da PNL são como os axiomas da matemática, verdades inquestionáveis, universalmente válidas, muitas vezes utilizadas como princípios na construção de uma teoria ou como base para uma argumentação.

Aplicando estes pressupostos diariamente, podemos verificar uma transformação profunda e uma melhoria contínua em todas as áreas da nossa vida. Por agora, vou citar apenas cinco pilares que me parecem ser os fundamentais para começarem a viver de forma mais eficaz.

O Mapa não é o território: Não vemos o mundo como ele é, mas sim como nós somos. As pessoas respondem à sua experiência, não à realidade em si. Isto quer dizer que não existem duas pessoas iguais que vejam, pensem e processem o que acontece no mundo da mesma forma. Assim, não adianta esperar dos outros que pensem e gostem das mesmas coisas que nós.
Possuímos todos os recursos de que precisamos para agir de forma efetiva e ter sucesso, ou podemos desenvolvê-los. Todos os seres humanos (em condições saudáveis) já possuem a solução para todos os seus problemas internamente, apenas têm que aprender a ativar esse recurso. Por exemplo: todos nós somos corajosos, mas podemos ter levado uma vida de opressão e já não nos lembramos como é viver com coragem, no entanto, o recurso (capacidade interior) está lá, só precisa ser ativado
Há sempre uma intenção positiva por trás de qualquer comportamento. Em algum nível, todo o comportamento é (ou foi em algum momento) intencionalmente positivo para a pessoa que exerce o comportamento. Isto quer dizer, que quando estivermos a discordar do comportamento de alguém ou do nosso próprio comportamento, convém lembrar que subconscientemente existe uma intenção positiva. Alguém que grita com o cônjuge, pode ter a intenção positiva de ser ouvido. Ou pode estar tão cansado que precisa mostrar ao outro que não aguenta mais.
As pessoas fazem sempre a melhor escolha possível. A melhor escolha é aquela que conseguem ter de acordo com as capacidades que possuem naquele momento. Este pressuposto deve sempre ser aplicado em conjunto com o anterior. Se alguém grita, é porque naquele momento devido, a uma série de fatores externos e internos, já não lhe foi possível conversar civilizadamente.
Não existe erro, não existe fracasso, apenas feedback ou aprendizagem. Nunca devemos sentir culpa ou arrependimento por decisões do passado que correram menos bem. Estamos sempre em evolução, e tudo o que nos acontece tem um único propósito se estivermos bem conscientes – levar-nos a aprender e evoluir.
Desejo que o conhecimento e aplicação quotidiana destes princípios na tua vida, te ajude a encarar os desafios de outra forma, te permita desenvolver melhores estratégias de comunicação e que passes a acreditar mais em ti.

Cristina Gonçalves

Se quiseres aprender mais sobre esta fantástica técnica clica aqui – PNL

Artigos relacionados:

Categories: PNL

Comente o artigo