Cristina Gonçalves

Recorda quem És! Vive a tua Verdade! Sê tu mesmo!

bookmark bookmark
crisgoncalves On 20 Novembro 2011

SABER SEMEAR – O DESAFIO DO REI E OS SEUS TRÊS FILHOS

Um grande rei tinha três filhos e queria escolher um para seu herdeiro. Era muito difícil, porque os três eram muito inteligentes e muito corajosos. Quem deveria escolher? Por isso, perguntou a um sábio e este deu-lhe uma ideia…

O rei foi para casa e pediu aos três filhos para se juntarem. Deu a cada um deles um saco com sementes de flores e disse-lhes que ia fazer uma peregrinação.

- Irá durar alguns anos…um, dois, três, talvez mais. E será uma espécie de teste para os três. Terão de me devolver estas sementes quando eu regressar. Aquele que as proteger melhor tornar-se-á o meu herdeiro.

E partiu em peregrinação.

O primeiro filho fechou-as num cofre de ferro – porque quando o pai vier, ele terá de as devolver tal como estão.

O segundo filho pensou “se eu as fechar, tal como o meu irmão fez, estas sementes morrerão. E uma semente morta não serve para nada. E o meu pai poderá argumentar que me deu sementes vivas, que havia possibilidade de elas crescerem – mas assim estas sementes estariam mortas; não poderiam crescer”

Sendo assim, foi ao mercado vender as sementes e guardou o dinheiro. E pensou: “Quando o meu pai vier, irei ao mercado comprar novas sementes e dar-lhe-ei sementes melhores que as primeiras”

Porém, foi o terceiro que teve a melhor ideia. Voltou para o jardim e lançou as sementes por todo lado.

Três anos depois, quando o pai regressou, o primeiro filho abriu o seu cofre. As sementes estavam todas mortas, podres. E o pai disse:

- O Quê? Estas são as sementes que te dei? Elas tinham a possibilidade de florescer e dar perfume… e estas sementes estão podres. Estas não são as minhas sementes!

Foi ter com o segundo filho. Este correu até o mercado, comprou sementes, voltou a casa e disse:

- Estas são as sementes que me deste.

O pai disse:

- És melhor que o primeiro, mas ainda não tão hábil quanto gostaria que fosses.

Foi ter com o terceiro. Com grande esperança e receio também: “ O que é que ele fez?” E o terceiro levou-o de volta ao jardim e viu que havia milhões de plantas a florescer, milhões de flores por todo o lado. E o filho disse:

- Estas são as sementes que me deste. Em breve, colherei as sementes e devolvê-las-ei. Agora mesmo estão a ficar prontas para serem apanhadas.

O pai disse:

- Tu és o meu herdeiro. É assim que se deve fazer com as sementes

Artigos relacionados:

Categories: HISTÓRIAS, Outras

Comente o artigo